17:10 05 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    151
    Nos siga no

    O Governo da Síria diz que garantirá a segurança de todos que desejem abandonar a cidade de Aleppo, incluindo as pessoas armadas. A informação é do representante permanente da Síria na ONU, Bashar Jaafari.

    O diplomata enviou uma carta ao Conselho de Segurança e ao secretário-geral da ONU em que garante a "segurança das pessoas que desejem abandonar a região" e também as pessoas armadas que desejem marchar a outros lugares com suas armas pessoais". 

    A situação em Aleppo se agravou nos últimos meses com os combates se acirrando dentro da própria cidade em seus arredores; os jihadistas abrem fogo contra bairros residenciais, detém civis como reféns e impedem a chegada de ajuda humanitária. 

    O Ocidente responsabiliza Damasco e seus aliados pela escalada das hostilidades em Aleppo que, segundo o Escritório da ONU para Assuntos Humanitários, provocou mais de 400 mortes desde que o Exército da Síria lançou sua operação contra os terroristas e grupos rebeldes na parte oriental de Aleppo, a segunda cidade mais importante da Síria.  

     

    Mais:

    Ministério da Defesa russo: Rússia e Síria cessam ataques aéreos em Aleppo
    Rússia pode negociar uma trégua maior em Aleppo
    Estado-maior russo: mais de 130 crianças foram mortas em Aleppo desde setembro
    Terroristas executaram 10 civis que tentaram sair de Aleppo, diz general russo
    EUA sobre proposta humanitária russa em Aleppo: 'Tarde demais'
    Tags:
    hostilidades, terroristas, Daesh, ONU, Aleppo, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar