00:24 19 Fevereiro 2018
Ouvir Rádio
    Sistema de mísseis antiaéreos S-300

    Rússia enviou S-300 à Síria após interceptar planos dos EUA de atacar bases sírias

    © Sputnik/ Igor Zarembo
    Mundo
    URL curta
    13934

    A porta-voz oficial do Ministério das Relações Exteriores da Síria, Maria Zakharova, afirmou hoje (7) que a Rússia tomou a decisão de posicionar seu sistema de defesa aérea S-300 na Síria depois de ter interceptado planos dos EUA de bombardear bases aéreas das forças sírias.

    “Os S-400 já estão lá faz tempo e todos achavam normal isso, ninguém dizia que tratava-se de um “show”. Eles estão lá há muito tempo e acho que todos sabiam disso. Já os S-300 apareceram depois de especialistas próximos ao governo americano terem vazado informações um atrás do outro. Essas informações tinha certo embasamento e indicavam que eles [EUA] iriam bombardear aeródromos sírios com mísseis de cruzeiro” – disse a porta-voz em entrevista ao canal Dozhd.

    A diplomata acrescentou que os S-300 foram enviados à Síria “levando em conta que a Rússia tem equipamentos e realiza uma operação da Força Aeroespacial, e que ninguém sabe para onde vai esse míssil [dos EUA], incluindo, às vezes, os próprios americanos, considerando o seu erro em Deir ez-Zor”.

    O envio de S-300 russos à Síria foi anunciado na terça-feira (4) pelo Ministério da Defesa da Rússia. O sistema visa a garantir a segurança contra ataques aéreos da base marítima russa em Tartus e de navios russos próximos à costa síria.

    Anteriormente, o representante do Ministério da Defesa da Russia, Igor Konashenkov, havia informado que aviões da coalizão internacional antiterrorista realizaram em 17 de setembro quatro ataques contra tropas sírias na região de Deir ez-Zor, resultando na morte de 62 militares.

    Tags:
    ataque, planos, S-300, Maria Zakharova, Rússia, EUA, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik