02:44 22 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Washington acusa Moscou de não cumprir acordo de cessar-fogo

    EUA suspendem canais bilaterais com a Rússia na República Árabe da Síria

    © Sputnik / viperagp
    Mundo
    URL curta
    3284
    Nos siga no

    O Departamento de Estado norte-americano anunciou o rompimento das relações com a Rússia no que diz respeito às conversas sobre o cessar-fogo na Síria.

    Segundo Washington, não há mais possibilidades de manter a cooperação com Moscou para acabar com a crise na República Árabe porque os russos não cumpriram sua parte no acordo firmado para esse fim. 

    "Os Estados Unidos estão suspendendo sua participação nos canais bilaterais com a Rússia que foram estabelecidos para a cessação das hostilidades (na Síria)", disse o porta-voz da diplomacia americana, John Kirby. "Essa não foi uma decisão tomada de maneira leviana". 

    Como consequência dessa decisão, os EUA irão retirar da Síria os especialistas enviados para monitorar a trégua no país. 

    Em 9 de setembro, o ministro russo das Relações Exteriores, Sergei Lavrov, e o secretário de Estado dos EUA, John Kerry, anunciaram um novo plano para acabar ou pelo menos suspender o conflito no país do Oriente Médio. No entanto, o novo regime de cessar-fogo foi rapidamente violado por grupos radicais locais, levando a uma intensificação dos confrontos entre os rebeldes e as forças do governo sírio, que anunciou então o fim da sua participação no acordo.

    Apesar das inúmeras trocas de acusações entre todas as partes envolvidas, Lavrov defendeu, até esta segunda-feira, a importância de se trabalhar para manter o acordo e a cooperação com os EUA, agora, oficialmente, rompida. 

    Mais:

    Rússia salvou Síria de 'repetir os destinos da Líbia e do Iraque'
    Rússia espera que uma nova guerra na Síria seja evitada
    Damasco: operação russa na Síria mostrou-se eficaz na luta contra terrorismo
    Tags:
    trégua, cessar-fogo, John Kerry, Sergei Lavrov, John Kirby, Washington, Moscou, Síria, Rússia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar