10:06 17 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Protesto de apoio ao presidente sírio Bashar Assad

    Síria acusa EUA de contínuas tentativas de derrubar Assad militarmente

    © Sputnik/ Andrey Stenin
    Mundo
    URL curta
    650

    Forças internacionais lideradas por Washington continuam as tentativas de derrubar o regime sírio através da força militar. A declaração é do embaixador da Síria na Rússia, Riad Haddad, à agência RIA Novosti.

    Sergei Lavrov e John Kerry em Viena
    Ministério das Relações Exteriores da Federação da Rússia
    "A participação das forças aeroespaciais russas aconteceu cerca de um ano após a criação da coalizão liderada por Washington para lutar contra o terrorismo e após quatro anos e meio de guerra civil na Síria. Esta participação aconteceu no momento em que a propagação de grupos terroristas atingiu seu pico sob apoio regional e internacional", observou o diplomata sírio. 

    Segundo ele, "a participação aérea russa atingiu a maioria dos alvos anunciados na luta contra o terrorismo". 

    "No entanto, o problema está na continuidade do fornecimento de armas, afluxo de militantes e a persistência de grupos regionais e internacionais, liderados por Washington, nas contínuas tentativas de derrubar o regime sírio pela força", continuou Haddad. 

    "Eles não conseguem alcançar isto por muitas razões, entre as quais a principal é a interferência russa como uma parte eficaz e séria na guerra contra o terrorismo", destacou o embaixador.

    O conflito sírio acontece desde 2011 e já causou, segundo os dados da ONU, mais de 220 mil mortes. A Rússia iniciou em 30 de setembro de 2015 uma operação de ataques aéreos contra posições terroristas na Síria a pedido do presidente Bashar Assad.

    Mais:

    Síria já não existiria, se Rússia não tivesse intervindo
    Rússia pronta para continuar diálogo com EUA sobre ações conjuntas na Síria
    Rússia e EUA, apesar das divergências, poderão voar na Síria em segurança
    Opinião: Síria e Rússia estão defendendo a humanidade
    EUA ameaçam congelar cooperação com a Rússia na Síria
    Tags:
    força, regime, Força Aérea, coalizão, Riad Haddad, Bashar Assad, Síria, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik