00:38 04 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    19421
    Nos siga no

    O Ministério das Relações Exteriores da Ucrânia afirmou que o país só vai concordar em realizar eleições para a Duma estatal russa nas missões diplomáticas da Rússia no país, mas somente se Moscou desistir de realizar as eleições na Crimeia e excluir do processo eleitoral os candidatos inscritos dessa região.

    As eleições para a Duma (câmara baixa do parlamento russo) serão realizadas em 18 de setembro. Anteriormente, foi informado que o presidente ucraniano Pyotr Poroshenko instruiu o ministro das Relações Exteriores, Pavel Klimkin, a informar à Rússia sobre a impossibilidade de realizar as eleições para a Duma no território ucraniano.

    Posteriormente, o representante oficial do Ministério das Relações Exteriores da Ucrânia, Mariana Betz, relatou que o lado ucraniano informou à Rússia também sobre a impossibilidade de realização de eleições parlamentares russas na Crimeia.

    "As eleições dos deputados da Duma nas missões diplomáticas russas no território da Ucrânia só serão possíveis após a recusa do lado russo de realizar as eleições nos territórios ocupados da Ucrânia, bem como após a retirada das listas federais de candidatos apresentados pelos partidos políticos russos que incluem representantes dessa regiãos", diz o comunicado do Ministério do das Relações Exteriores da Ucrânia.

    Mais:

    Eleitores da Rússia poderão eleger no Rio de Janeiro os deputados da Duma Estatal russa
    Considerando Crimeia parte da Ucrânia, Poroshenko recusa realização de eleições russas
    Ucranianos tentam penetrar na Crimeia
    Tags:
    eleições parlamentares, Duma, Pyotr Poroshenko, Crimeia, Ucrânia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar