03:06 15 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Fronteira entre Turquia e Síria

    Turquia apoia plano de cessar-fogo entre Rússia e EUA na Síria

    © REUTERS / Murad Sezer
    Mundo
    URL curta
    801
    Nos siga no

    A Turquia, que enviou dezenas de tanques e centenas de tropas para a Síria em uma incursão sem precedentes, no último sábado acolheu o acordo entre os Estados Unidos e a Rússia para um cessar-fogo no país vizinho devastado pela conflito.

    "Nós saudamos o acordo", disse o Ministério das Relações Exteriores turco em um comunicado.

    Segundo a diplomacia do país, os combates devem ser interrompidos em toda a Síria e a ajuda humanitária deve chegar aos que precisam "desde o primeiro dia" do cessar-fogo.

    A trégua está prevista para começar no feriado islâmico de Eid al-Adha na próxima segunda-feira (12).

    De acordo com o comunicado, o presidente Recep Tayyip Erdogan havia "seguido de perto" o processo para assegurar o cessar-fogo, na sequência das negociações com os seus homólogos da Rússia e dos EUA homólogos, Vladimir Putin e Barack Obama, à margem do G20 na China.

    Foi informado que a Turquia já estava fazendo os preparativos para a entrega de ajuda humanitária à província de Aleppo, no norte da Síria e gostaria de fazer esforços para "assegurar a execução eficaz" do cessar-fogo.

    A Turquia e a Rússia estiveram tem estado em lados opostos do conflito sírio, com Ancara apoiando a oposição em suas tentativas de derrubar o presidente Bashar Assad e Moscou tem no presidente sírio seu apoiador internacional chave.

    No entanto, recentemente as partes têm demonstrado sinais de uma maior harmonia na Síria desde o acordo assinado em Junho para a normalização dos laços ente Moscou e Ancara.

    Em acordo firmado na última sexta-feira (9), Washington e Moscou pediram que todos os lados honrem com o compromisso nacional para cessar as hostilidades a partir do próximo dia 12. Isso envolve a suspensão de todos os ataques, incluindo os aéreos.

    O acordo também inclui acesso humanitário irrestrito nas áreas de necessidade, como Aleppo. Segundo Kerry, os EUA esperam que a Rússia possa garantir que Damasco respeite esse acordo de trégua. 


    Tags:
    acordo, cessar-fogo, trégua, conflito, Recep Tayyip Erdogan, Bashar Assad, Vladimir Putin, Síria, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar