04:27 22 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Bandeira americana de oficial do exército americano com um helicóptero UH-60A Black Hawk ao fundo

    General dos EUA: 'eliminamos 45 mil combatentes do Daesh nos últimos dois anos'

    © flickr.com/ Morning Calm Weekly Newspaper Installation
    Mundo
    URL curta
    1340504

    O comandante de operação dos EUA e de seus aliados na guerra contra o terrorismo, Sean McFarland, informou nesta quarta-feira (10), em coletiva de imprensa no Pentágono, que no decorrer dos últimos dois anos foram eliminados na Síria e no Iraque cerca de 45 mil combatentes do grupo extremista Daesh (Estado Islâmico).

    "A nossa estimativa é que ao longo dos últimos 11 meses eliminamos aproximadamente 25 mil combatentes. Se acrescentarmos outros 20 mil, que, segundo estimativas, nós eliminamos anteriormente, teremos eliminado do campo de batalha 45 mil combatentes" – disse McFarland.

    Os EUA lideram desde 2014, na Síria e no Iraque, uma campanha militar da coalizão internacional contra o terrorismo, em particular, contra o Daesh.

    Inicialmente designado por Estado Islâmico do Iraque e do Levante, este grupo foi criado na Síria, onde seus militantes lutaram contra as forças do governo. 

    Posteriormente, aproveitando o descontentamento dos sunitas iraquianos com as políticas de Bagdá, Daesh lançou um forte ataque contra províncias do norte e noroeste do Iraque, ocupando um vasto território. No final de junho de 2014, o grupo anunciou a criação de um "califado islâmico" nos territórios sob seu controle no Iraque e na Síria.

    Mais:

    Especialista: Líbia não eliminará Daesh com ataques aéreos dos EUA
    Obama alega 'segurança nacional' dos EUA para bombardear o Daesh na Líbia
    Daesh usa táticas diferentes na Europa e nos EUA
    Tags:
    coalizão, combatentes, terroristas, eliminação, general, Pentágono, Daesh, Sean McFarland, EUA, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik