01:22 04 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    1111
    Nos siga no

    A organização liderada pelo clérigo muçulmano Fethullah Gulen, acusado por Ancara de orquestrar a tentativa de golpe militar no último dia 15 de julho, tem feito esforços para minar as relações entre Turquia e Rússia, segundo afirmou o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, em encontro com Vladimir Putin nesta terça (9).

    "Hoje entendemos ainda mais claramente que a organização terrorista de Fethullah [Gulen] e os poderes por trás dele vêm minando as nossas relações com vocês [a Rússia]", disse Erdogan em uma reunião com o presidente russo e com representantes empresariais dos dois países.

    A Turquia acusa o clérigo e seus seguidores de organizar a tentativa de golpe que custou a vida de mais de 240 pessoas, segundo dados oficiais. Gulen, que vive no estado da Pensilvânia, EUA, desde 1999, nega todas as acusações. 

    Mais:

    Putin e Erdogan reúnem-se em São Petersburgo
    Financial Times: próxima reunião entre Putin e Erdogan preocupa Ocidente
    Erdogan promete pena de morte para milhares de presos em comício gigante em Istambul
    Erdogan vai à Rússia na tentativa de melhorar relações com a Turquia
    Tags:
    Turquia, Rússia, EUA, Recep Tayyip Erdogan, Fethullah Gulen, Vladimir Putin, golpe, relações
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar