13:17 24 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Venezuela

    Nacionalização de mineradora canadense custará US$769 milhões à Venezuela

    Federico Parra/AFP
    Mundo
    URL curta
    141

    A mineradora canadense Gold Reserve anunciou nesta segunda-feira (8) um acordo com a Venezuela para formar uma joint venture de extração de ouro. Como parte da negociação, o país vai pagar 769 milhões de dólares de indenização por ter nacionalizado as operações da companhia.

    Caracas adiantou em fevereiro que havia chegado a um acordo para solucionar o prolongado conflito criado após o fim abrupto da concessão a empresa canadense manteve no país sul-americano até 2009, mas não se sabia ao certo se o saldo da arbitragem seria honrado.

    A pequena mineradora cotada na Bolsa de Toronto disse hoje que o pagamento será feito em duas partes, a primeira de 600 milhões de dólares até 31 de outubro; a segunda até 31 de dezembro deste ano.

    "O pagamento será feito com o financiamento que a Venezuela obterá para este fim", disse a Gold Reserve em um comunicado.

    Cinquenta e cinco por cento da joint venture será detida pelo Estado venezuelano, e o restante pertencerá a uma subsidiária da companhia canadense. A associação irá desenvolver o projeto das enormes minas de ouro de Brisas Las Cristinas, que têm reservas estimadas em 30 milhões de onças.

    Mais:

    Pressão sobre Venezuela faz prever fim do Mercosul?
    Membro do Parlasul aponta golpe para impedir Venezuela de presidir Mercosul
    E-mails vazados de Hillary Clinton mostram esforços ininterruptos para sabotar a Venezuela
    Tags:
    mineradora, ouro, mineração, joint venture, indenização, nacionalização, Gold Reserve, Brisas Las Cristinas, Canadá, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar