12:57 20 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    221
    Nos siga no

    Os economistas principais julgam que depois do Brexit a economia do Reino Unido sofrerá uma recessão nos próximos 18 meses com uma probabilidade de 50 por cento.

    Segundo dados do Instituto Nacional das Pesquisas Econômicas e Sociais do país, neste e no próximo ano será observada uma queda da economia. Também é esperado um aumento da inflação – 3 por cento até ao fim do ano e em 2017, o que está ligado sobretudo a uma desvalorização da moeda nacional.

    "São as consequências de curto prazo que enfrentará a Grã-Bretanha depois da saída da União Europeia", disse Simon Kirby do Instituto Nacional das Pesquisas Econômicas e Sociais à BBC.

    Em geral, segundo previsões dos pesquisadores do Instituto, a economia da Grã-Bretanha crescerá 1,7 por cento em 2016, mas apenas um por cento em 2017.

    As pequenas e médias empresas receiam uma redução da quantidade de encomendas nos próximos três meses, se lê num relatório da Confederação da Indústria Britânica.

    Contudo, os consumidores britânicos ganham por causa da queda dos preços nos supermercados. De julho de 2015 a julho de 2016 os preços caíram 1,6%. Os produtos não alimentícios baixaram seus preços em 2,2 por cento.

    Mais:

    Pesquisa: mais da metade dos russos apoia o Brexit
    Escócia estuda a possibilidade de sair da Grã-Bretanha depois do Brexit
    Brexit é foco da reunião do G20 na China
    Tags:
    recessão, queda, economia, Brexit, União Europeia, Grã-Bretanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar