10:59 26 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    4131
    Nos siga no

    Washington considera impossível que o presidente da Síria, Bashar Assad, possa retomar o controle de todo o território do país e, ao mesmo tempo, espera por certas decisões da parte russa.

    "Os russos não foram capazes de apresentar um plano credível para colocar fim à guerra; ao mesmo tempo, o presidente Assad afirma que recuperará cada polegada do seu território, mas isso é ficção científica e nunca se tornará realidade, por isso, acho que os russos também devem tomar certas decisões", disse McGurk,o enviado especial da Casa Branca para a coalizão internacional contra o Daesh.

    Há mais de cinco que a Síria está imersa em uma guerra civil. As forças governamentais enfrentam os grupos armados da oposição e organizações extremistas como o Daesh (proibido na Rússia) e a Frente al-Nusra.

    Em 27 de fevereiro, foi feito um acordo de cessar-fogo no país, mediado pela Rússia, EUA, países membros do Grupo Internacional de Apoio à Síria, e aprovado por uma resolução do Conselho de Segurança da ONU. A trégua não se estende aos grupos que as Nações Unidas classificam como terroristas, incluindo a Frente al-Nusra e Daesh.

    Mais:

    O chefe da CIA pensa que Síria poderá perder sua integridade após a guerra
    Acordo entre Rússia e Turquia pode impedir planos dos EUA e rebeldes na Síria
    Presidente da Síria anuncia anistia aos militantes
    Pentágono: Rússia e EUA debateram segurança de suas missões após incidente na Síria
    Tags:
    guerra civil, relações internacionais, terrorismo, Casa Branca, Síria, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar