16:13 22 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Manifestantes em confronto com a polícia em Yerevan

    Polícia dispersa manifestantes em Yerevan

    © Sputnik / Asatur Yesayants
    Mundo
    URL curta
    0 01
    Nos siga no

    A polícia da Armênia lançou uma operação para dispersar vários manifestantes que tomaram as ruas da capital do país, Yerevan, para protestar perto da delegacia tomada em meados deste mês por homens armados de um grupo de oposição ao governo. De acordo com fontes locais, várias pessoas foram detidas.

    As forças de segurança são acusadas de utilizar bombas de efeito moral contra simpatizantes do grupo rebelde e de agir com violência também contra jornalistas. Segundo dados oficiais, mais de 130 pessoas foram presas, e várias ficaram feridas.

    Mais de 20 homens armados invadiram a delegacia do distrito de Erebuni, em Yerevan, no último dia 17, pedindo a libertação de Zhirair Sefilian, militar e ativista político que foi preso no último mês por posse ilegal de armamentos, e a renúncia do presidente Serzh Sargsyan, reivindicações que não foram atendidas. Embora todos os policiais que estavam no local já tenham sido libertados pelos rebeldes, três médicos que entraram no edifício na última quarta-feira para cuidar dos feridos foram tomados como reféns.

    Mais:

    Quatro médicos atraídos a emboscada e tomados reféns na Armênia
    Tensões na capital armênia continuam, autoridades acalmam população
    Manifestantes entram em confronto com a polícia na Armênia
    Tags:
    Serzh Sargsyan, Zhirair Sefilian, Armênia, Yerevan
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar