11:12 07 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Foto de arquivo - Fethullah Gulen

    Autoridades turcas: acusado de golpe militar pode ter abandonado os EUA

    © AP Photo / Selahattin Sevi, File
    Mundo
    URL curta
    Tentativa de golpe militar na Turquia (109)
    531
    Nos siga no

    O clérigo de oposição turco Fethullah Gulen, acusado de organizar golpe na sua Pátria pode ter deixado os EUA, informou ministro da Justiça turco.

    Bekir Bozdag, ministro da Justiça turco, revelou a respectiva informação nesta quinta-feira (28) citando fontes na inteligência do país.

    Bozdag não excluiu que Gulen possa ter viajado para uma série de países, incluindo Canadá, Egito, Austrália, África do Sul ou México. Enquanto isso, o premiê egípcio disse que o seu país ainda não recebeu um pedido de asilo político de Gulen, mas o avaliará logo que o receba.

    Após o fracassado golpe militar na Turquia, os EUA ofereceram sua ajuda na investigação dos acontecimentos que levaram à morte de quase 300 pessoas. Nesta relação, o chanceler turco divulgou no ar do canal de TV CNN Turk que funcionários do seu país visitarão os Estados Unidos após terem preparado todos os documentos necessários para a extradição do clérigo.

    O antigo imã e pregador Fethullah Gulen vive desde 1999 nos Estados Unidos, o que não criou obstáculos para ele ser um ativo participante da vida religiosa, em particular – a islâmica: ele abriu mais de mil de escolas islâmicas em 160 países. Algumas edições, por exemplo o Foreign Policy e o Prospect, consideram que ele é uma das pessoas mais poderosas no mundo.

    Ele tem uma influência imensa no mundo islâmico graças ao seu movimento Hizmet, que alegadamente tem muitos seguidores entre os funcionários de estruturas do poder na Turquia. O próprio Gulen tinha dito que juízes e procuradores de forma nenhuma podiam ter recebido ordens dele.

    Tema:
    Tentativa de golpe militar na Turquia (109)

    Mais:

    Gulen: 'Não tenho medo de extradição'
    Turquia vs. OTAN: geopolítica contra o bom senso
    Tags:
    islamismo, tentativa de golpe, Fethullah Gulen, EUA, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar