11:50 20 Novembro 2017
Ouvir Rádio
    Angela Merkel, chanceler da Alemanha

    Merkel admite que Daesh pode se aproveitar do fluxo de refugiados para a Europa

    © AP Photo/ Markus Schreiber
    Mundo
    URL curta
    425901

    O grupo terrorista Daesh pode se aproveitar do fluxo de refugiados para a Europa para perseguir seus próprios objetivos, admitiu a primeira-ministra da Alemanha, Angela Merkel.

    A chanceler alemã também reconheceu a existência de radicais nos países da União Europeia, que desejam se juntar ao Daesh na Síria.

    "Depois dos atentados em Paris, sabemos que o Estado Islâmico usou ou pode usar o fluxo de refugiados para inserir forças terroristas na Europa", disse a líder alemã aos jornalistas nesta quinta-feira. No entanto, segundo ela, "o terrorismo internacional é um perigo que não existe somente na Síria, mas aqui também".

    "Muitos militantes islamistas partiram para a Síria da Europa", constatou a chanceler.

    Esta semana, o porta-voz do serviço de inteligência interna, junto ao Ofício Federal para a Proteção da Constituição da Alemanha (Bundesamt für Verfassungsschutz), informou à agência Sputnik que, segundo os seus dados, mais de 800 pessoas partiram da Alemanha para a Síria. Um terço dessas pessoas teria regressado ao país. Desse terço, pelo menos 70 pessoas participaram de combates na Síria e possuem experiência militar.

    Mais:

    Ataque com faca deixa um morto e dois feridos na Alemanha
    Bandeira do Daesh encontrada no quarto do atacante em trem na Alemanha
    Opinião: Europa não é capaz de resistir à ameaça do Daesh
    Especialistas russos explicam razões reais do terrorismo e crise migratória na Europa
    Tags:
    refugiados, Daesh, Bundesamt für Verfassungsschutz, Angela Merkel, Síria, União Europeia, Alemanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik