06:04 24 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Rio de Janeiro prepara-se para os Jogos Olímpicos de 2016

    Dos 'motéis olímpicos' ao tráfico: todos querem faturar com as Olimpíadas

    © Sputnik / Alexander Vilf
    Mundo
    URL curta
    0 11
    Nos siga no

    Às vésperas dos Jogos Olímpicos de 2016 no Rio de Janeiro muita gente começa a abrir o olho para as oportunidades de lucro que surgem com os olhos do mundo focados no Brasil. E tem gente fazendo de tudo para faturar um a mais com as oportunidades do aumento do turismo no período dos Jogos.

    Com a expectativa do número de visitantes estrangeiros chegar a 1 milhão de pessoas durante as Olimpíadas, os empreendimentos vão desde o uso alternativo de hospedagens ao uso do logo olímpico para embalar drogas por traficantes. 

     

    Motéis viram alternativa de hospedagem

    Usados comumente para fins sexuais, a rede de motéis do Rio de Janeiro se adapta à demanda por hospedagem e tem seu mercado aquecido. Segundo a Associação Brasileira de Motéis (ABMotéis-RJ), é esperada uma ocupação de 95% durante o período do evento esportivo. 

    Empresários do setor buscam diminuir os estereótipos e preconceitos com este tipo de estabelecimento e entram na rota das opções de hospedagem na cidade. Localização perto de pontos de transportes públicos e proximidade com os locais que receberão os eventos esportivos beneficiam setor de motéis. 

    Além disso, o mercado vem se adaptando para ser utilizado tanto como motel quanto como hospedagem, e, para isso, muitos pontos fazem processo de transição, mudando a decoração e estilo dos estabelecimentos para atender a uma demanda mais diversificada. 

    “É um processo que já vinha ocorrendo. Era cansativa aquela decoração pesada, muito característica, com muitos espelhos, tapete vermelho. Acabamos fazendo uma operação para fazer com que se tornasse clean”, explicou o empresário Antônio Cerqueira, proprietário de motéis no Rio. 


    Venda de comidas típicas brasileiras

    Qualquer um que frequente as praias e os principais eventos culturais cariocas sabe que é muito comum a prática de empreendimentos informais de vendas de diversas comidas típicas brasileiras. Com a chegada das Olimpíadas, quem quer faturar uma graninha a mais investe cada vez mais na culinária do país. 

    Para conquistar o paladar e o investimento dos visitantes estrangeiros, vale tudo: tapioca, acarajé, pão de queijo, brigadeiro, minifeijoada, e tantos outros doces e quitutes da rica culinária brasileira. 

     

    Aluguel de quartos e casas

    Outra forma de lucrar de forma independente durante o período dos Jogos Olímpicos é alugar quartos de imóveis, apartamentos e casas. Com a alta procura por hospedagem e com preços nem sempre tão acessíveis, o aluguel de imóveis particulares tem ganhando bastante força nas opções de hospedagem para turistas em agosto. 

    O modelo costuma ser muito atrativo para jovens, possibilitando um intercâmbio cultural entre visitantes e anfitriões, além de possibilitar preços mais acessíveis, enquanto diárias de hotéis costumam chegar a centenas de reais. 

    Redes sociais e plataformas na internet como o site ‘Airbnb’, por exemplo, têm sido ferramentas facilitadoras para este tipo de negócio informal.

     

    Apreensão de drogas com anéis olímpicos

    E o mercado ilícito também se adiantou e buscou uma maneira inusitada para promover o seu produto. Em uma operação de combate ao tráfico de drogas realizada nessa semana na Lapa, centro boêmio do Rio de Janeiro, policiais militares e agentes da Polícia Civil encontraram pequenos papelotes de cocaína estampados com os anéis olímpicos e o logo dos Jogos “Rio 2016”. 

    Para completar, os pequenos sacos de drogas ainda vinham com a frase “use longe de crianças”. 

    Ao todo, os agentes e militares apreenderam 93 papelotes de cocaína, 28 papelotes de crack e, ainda, 13 munições de calibre. 40, armamento de uso restrito.

    Mais:

    Itamaraty confirma presença de 45 chefes de Estado e de Governo na abertura das Olimpíadas
    BBC provoca polêmica com vídeo sobre Olimpíadas em Rio selvagem
    Ameaças de bombas assustam cidade de Manaus, sede do futebol feminino nas Olimpíadas
    Governo interino libera R$78 milhões para Forças Armadas atuarem nas Olimpíadas
    Tags:
    culinária, tráfico, lucro, venda, comércio, Olimpíadas, Jogos Olímpicos, Rio 2016, Rio de Janeiro, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar