05:45 26 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    0 01
    Nos siga no

    Depois de quase uma semana, foram liberadas todas as vítimas do sequestro ocorrido na capital armênia, inclusive os altos funcionários.

    O Serviço de Segurança Nacional da Armênia confirmou a liberação dos dois últimos reféns, que estavam detidos pelo grupo armado na delegacia em Erevan.

    "Os últimos dois reféns, o vice-chefe da polícia da Armênia, Vardan Yegiazaryan, e o vice-chefe de polícia de Erevan, Valery Osipyan, foram liberados", disse à RIA Novosti o centro de imprensa do Serviço de Segurança Nacional da Armênia Samson Galstyan.

    Também foi relatado que três cidadãos participantes de confrontos com a polícia em 20 de julho foram detidos. A investigação continua, as pessoas que receberam lesões estão sendo entrevistadas e passam por um exame médico e está sendo verificada a dimensão dos danos materiais em resultado de confrontos.

    Mais de 20 homens armados invadiram a delegacia do bairro de Erebuni, em Erevan, no último domingo, exigindo a liberação de Zhirair Sefilyan, militar e ativista político que foi preso no mês passado por posse ilegal de armas, e a renúncia do presidente Serzh Sargsyan. Um policial foi morto e pelo menos outros cinco ficaram feridos durante a invasão.

    Na noite da quinta-feira (21), centenas de pessoas entraram em confronto com a polícia em Erevan usando pedras e outros objetos disponíveis à mão, enquanto as forças de segurança responderam com tiros de advertência, gás e bombas de efeito psicológico.

    Mais:

    Existe ligação entre os eventos na Turquia, na Armênia e no Cazaquistão?
    Parlamento da Armênia ratifica acordo com Rússia sobre sistema de defesa aérea conjunta
    Armênia e Azerbaijão chegam a acordo sobre trégua em Nagorno-Karabakh
    Tags:
    delegacia, reféns, Erebuni, Erevan, Armênia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar