19:48 18 Abril 2019
Ouvir Rádio
    Presidente da França, François Hollande (arquivo)

    Polêmica reforma trabalhista é aprovada na França

    © REUTERS/ Philippe Wojazer
    Mundo
    URL curta
    128

    Após meses de protestos nas ruas e divisões internas no governo, a polêmica reforma trabalhista promovida pelo presidente da França, François Hollande, foi aprovada hoje (21) de forma definitiva.

    “Como não houve nenhuma moção de censura o projeto de lei se considera adotado em leitura definitiva”, anunciou nesta quinta-feira o presidente da Assembleia Nacional francesa, Claude Bartolone. 

    A oposição parlamentar de esquerda teve 24 horas para apresentar uma moção de censura contra o primeiro-ministro Manuel Valls, que ontem voltou a invocar poderes especiais previstos na Constituição para aprovar o projeto de lei sem submetê-lo à votação no Parlamento.

    Segundo relata a Agência Brasil, a oposição de esquerda “não conseguiu os votos necessários para a moção, e a direita, que está dividida por causa das primárias presidenciais, não quis dar abertura a uma possível queda do governo de Valls e uma eventual crise política nacional”.

    A reforma trabalhista, que agora deverá ser promulgada por Hollande, provocou protestos em massa e greves de várias categorias desde que foi inicalmente proposta, em fevereiro. Os críticos afirmam que a medida, que flexibiliza as regras de contratação e demissão, retrocede os direitos dos trabalhadores.

    Mais:

    Parlamento francês rejeita moção de desconfiança ao governo de Valls
    Hollande promete ir 'até o fim' com reforma trabalhista na França; protestos continuam
    Tags:
    greves, aprovação, protestos, direitos trabalhistas, direitos dos trabalhadores, reforma trabalhista, Assembleia Nacional, Manuel Valls, François Hollande, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar