00:20 20 Fevereiro 2018
Ouvir Rádio
    Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan

    Erdogan: Outros países podem estar envolvidos no golpe na Turquia

    © REUTERS/ Huseyin Aldemir
    Mundo
    URL curta
    Tentativa de golpe militar na Turquia (109)
    32134

    O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, disse nesta quarta-feira que pode haver participação estrangeira no golpe militar frustrado na Turquia no último final de semana.

    "Outros Estados poderiam estar por trás dessa tentativa de golpe. Os gulenistas (defensores do clérigo opositor Fethullah Gulen) têm uma 'inteligência suprema', que poderia muito bem ter planejado tudo isso. Chegará a hora de todas essas ligações serem reveladas", disse o líder turco em entrevista à Al Jazeera. 

    Na última sexta-feira, militares rebeldes tomaram as ruas das principais cidades da Turquia na tentativa de derrubar o atual governo. Apesar do grande número de envolvidos e do impacto internacional dos acontecimentos, Erdogan e seus apoiadores conseguiram retomar o controle do país algumas horas depois do início do golpe.  

    Ancara acusa o clérigo Muhammed Fethullah Gulen, que mora nos Estados Unidos, de ser o principal responsável pela tentativa de derrubada do regime. O sacerdote, no entanto, nega. Como resultado das ações dos últimos dias, cerca de 10 mil pessoas foram detidas e outras 50 mil foram demitidas ou suspensas de seus cargos por suspeitas de envolvimento com o golpe.

    Tema:
    Tentativa de golpe militar na Turquia (109)

    Mais:

    Primeiro-ministro belga: ingresso da Turquia na UE agora é 'ilusão'
    Será que Turquia se pode tornar o maior problema para UE e OTAN?
    Turquia vs. OTAN: geopolítica contra o bom senso
    É oficial: WikiLeaks bloqueado na Turquia por divulgar e-mails do partido no poder
    Tags:
    golpe de Estado, Al Jazeera, Recep Tayyip Erdogan, Fethullah Gulen, EUA, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik