19:27 18 Fevereiro 2018
Ouvir Rádio
    Militantes da oposição entram em confronto com a polícia nas ruas de Yerevan

    Manifestantes entram em confronto com a polícia na Armênia

    © AFP 2018/ KAREN MINASYAN
    Mundo
    URL curta
    0 111

    Centenas de pessoas entraram em confronto com a polícia em Yerevan, capital da Armênia, nesta quarta-feira, durante um protesto em frente à delegacia onde homens armados de um grupo da oposição fazem reféns há quatro dias.

    Vários manifestantes ficaram feridos durante o conflito, segundo informou um correspondente da RIA Novosti presente no local. De acordo com ele, a população atacou os agentes com pedras e outros objetos disponíveis, enquanto as forças de segurança responderam com tiros de advertência, gás e bombas de efeito moral.

    Mais de 20 homens armados invadiram a delegacia do distrito de Erebuni, em Yerevan no último domingo, pedindo a libertação de Zhirair Sefilian, militar e ativista político que foi preso no último mês por posse ilegal de armamentos, e a renúncia do presidente Serzh Sargsyan. Um policial foi morto e pelo menos outros quatro ficaram feridos durante a invasão. Cinco continuam no local.

    Nascido no Líbano, Sefilian, veterano do conflito de Nagorno-Karabakh entre 1988 e 1994, é o fundador da Frente de Salvação Pública da Nova Armênia. Ele defende uma mudança no regime do país e é contra qualquer concessão territorial ao Azerbaijão. De acordo com as autoridades, o opositor e seus seguidores estariam planejando a tomada de vários prédios do governo.

    Mais:

    Existe ligação entre os eventos na Turquia, na Armênia e no Cazaquistão?
    Assédio da delegacia em Erevan continua: radicais recusam depor armas
    Tags:
    manifestação, Serzh Sargsyan, Zhirair Sefilian, Erebuni, Yerevan, Azerbaijão, Armênia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik