10:31 15 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Presidente da Turquia Tayyip Erdogan. 16 de março, 2016

    Mídia: Erdogan poderia ter organizado 'falso golpe'

    © REUTERS / Umit Bektas
    Mundo
    URL curta
    Tentativa de golpe militar na Turquia (109)
    0 157
    Nos siga no

    No século XX, na Turquia diferentes grupos tentaram organizar várias tentativas de derrubar o governo, mas nenhuma delas foi tão espontânea e mal preparada como a recente tentativa de golpe de Estado, escreveu no domingo (17) Cengiz Candar, colunista do portal Al-Monitor.

    "Em relação à fracassada tentativa de golpe, tem mais perguntas do que respostas sobre quem fez isso e porque tudo foi feito com tão má preparação e com tanta estupidez", diz o jornalista do portal.

    "Porque os golpistas, sabendo que Erdogan não estava em Ancara ou em Istambul, mas descansando na costa do Mediterrâneo em Marmaris, não tentaram agarrá-lo? Eles permitiram que ele saísse de Marmaris para o aeroporto mais próximo em Dalaman, de onde ele voltou para Istambul", acrescentou o especialista.

    Também não está claro por que os golpistas não tentaram capturar os principais canais de mídia do país e usaram o canal TRT, o índice de popularidade do qual é muito baixo. Como resultado, os principais canais de televisão trabalharam no interesse do governo atual. Isso permitiu ao primeiro-ministro Binali Yildirim fazer uma declaração na NTV, enquanto Erdogan foi ao ar na CNN Turk via aplicativo do celular Facetime.

    ​Entre os cerca de 3.000 golpistas presos há 40 generais, escreve o analista. Entre eles, o comandante do exército na fronteira com a Síria e o Iraque e generais que comandam as unidades terrestres e serviços de segurança interna. De acordo com Candar, é muito duvidoso que tais pessoas pudessem simpatizar com o golpe.

    Além disso, durante o dia foram presos 140 juízes do Conselho de Estado e do Tribunal de Recurso. De acordo com o analista, foram afastados do sistema judicial quase 2.475 juízes, incluindo os membros do Tribunal Constitucional da Turquia, a principal corte do país.

    "A capacidade e a prontidão do poder executivo em responder são impressionantes. Parece que Erdogan e seu governo estavam prontos para a tentativa de golpe de Estado e tinham toda a informação sobre as forças envolvidas neste processo", afirma Candar.

    Além disso, os organizadores do golpe estavam atirando contra civis, o que não faz nenhum sentido, porque neste caso para o lado dos golpistas não passariam mesmo aqueles que inicialmente simpatizavam com os rebeldes.

    "Assim, parece que Erdogan, provavelmente com a permissão das potências ocidentais, trabalhou com pessoas próximas nas estruturas militares para organizar um falso golpe de Estado. Isto deve parecer escandaloso para os que veem em tudo isto uma vitória da democracia sobre uma tentativa de tomada do poder pela força por 'um grupo de traidores', mas com tantas perguntas sem resposta, a variedade de teorias da conspiração emergentes não deve surpreender ninguém", conclui o analista do Al-monitor.

    Tema:
    Tentativa de golpe militar na Turquia (109)

    Mais:

    Ministro da Defesa ainda vê ameaça de golpe militar na Turquia
    30 governadores e 7.899 policiais são detidos depois de tentativa de golpe na Turquia
    Helicópteros desaparecidos na Turquia preocupam por possível nova tentativa de golpe
    Tags:
    fracasso, tentativa, terrorismo, golpe de Estado, Al-Monitor, Recep Tayyip Erdogan, Iraque, Síria, Mediterrâneo, Istambul, Ancara, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar