14:06 25 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Tarkhan Batirashvili (mais conhecido como Abu Omar al-Shishani)

    Morto ou não? Familiares não confirmam morte de ministro da guerra do Daesh

    © AP Photo/ militant social media account via AP video
    Mundo
    URL curta
    0 37910

    A agência Reuters afirma que o militante foi eliminado já em maio.

    O grupo terrorista Daesh (proibido na Rússia e vários outros países) confirmou a morte de um dos seus cabecilhas, o cidadão da Geórgia Tarkhan Batirashvili (mais conhecido como Abu Omar al-Shishani).

    Os familiares do terrorista não confirmaram esta informação, dizendo que não têm conhecimento sobre o destino dele, disse um representante do município de Akhmeta na Geórgia.

    "Não é o primeiro caso de relatos sobre sua morte. Anteriormente a mídia internacional já tinha anunciado sua morte, mas se verificou que não era verdade. Os familiares não sabem nada sobre isso, não confirmam", disse o representante da prefeitura aos jornalistas.

    O Pentágono anunciou o bombardeio da cidade síria de Al-Shaddadah, na província de Al-Hasakah, no dia 4 de março. A operação militar teve lugar na rodovia estrategicamente importante que liga a cidade de Raqqa à cidade iraquiana de Mossul.

    Mais tarde, o chefe do Pentágono Ashton Carter declarou oficialmente a morte do cabecilha dos militantes.

    Abu Omar al-Shishani (ou Tarkhan Batirashvili) foi membro da administração da organização terrorista e ocupou o cargo de ministro da guerra do grupo. Os EUA prometeram 5 milhões de dólares (R$ 16,4 milhões) por informações que possam ajudar a eliminar o terrorista.

    Mais:

    'Líder do Daesh será eliminado em breve'
    Líder do Daesh é ferido durante ataque aéreo
    Militares líbios eliminam importante líder do Daesh
    Tags:
    morte, militantes, Daesh, Iraque, Síria, Geórgia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik