03:27 22 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Aeroporto Internacional Ben Gurion, Tel-Aviv, Israel

    Falhas de segurança no aeroporto mais seguro no mundo

    © REUTERS/ Nir Elias
    Mundo
    URL curta
    0 47011

    O aeroporto de Tel Aviv se apresenta como o mais seguro no mundo, mas, segundo informou em entrevista à Sputnik o jornalista de investigação israelita David Suleiman, a realidade é outra. Suleiman indica uma série de falhas na área de segurança.

    Para ter acesso ao aeroporto o jornalista se apresentou como uma pessoa procurando emprego no aeroporto israelense Ben Gurion.

    A entrevista aconteceu depois do desastre mais terrível na história da Rússia – uma aeronave Airbus A321 se despenhou na sequência de explosão na rota do balneário egípcio Sharm el-Sheikh para São Petersburgo, em outubro de 2015, matando as 224 pessoas que estavam a bordo.

    O Daesh [grupo terrorista proibido na Rússia e em muitos outros países], assumiu a responsabilidade pela colocação de bombas dentro de latas com bebidas a bordo da aeronave.

    Após a tragédia, Suleiman "teve a ideia de verificar se ele poderia entrar num avião e colocar bombas dentro de latas [com bebidas] para imitar a explosão do avião russo levada a cabo pelo Daesh."

    "Meu objetivo foi verificar se existem algumas falhas de segurança no aeroporto Ben Gurion, que é considerado um dos mais seguros no mundo. E eu fui capaz de encontrar essas falhas", disse.

    Ele informou que conseguiu instalar bombas fictícias em 9 aeronaves de passageiros no aeroporto enquanto trabalhava como varredor, usando a carteira de identidade de um amigo. Vale notar que ele não foi parado pela segurança quando apresentou o documento de seu amigo.

    O presidente da Rússia, Vladimir Putin, e o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu durante a reunião no Kremlin. 21 de abril, 2016
    © Sputnik/ Sergei Guneev
    Antes, foi divulgado que o Daesh, supostamente, teria preparado o atentado terrorista a bordo do avião russo usando uma lata de Schweppes Gold com explosivo improvisado e com detonador.

    No final de janeiro deste ano, a mídia informou que as forças de segurança russas identificaram um funcionário do aeroporto egípcio como o responsável pela explosão a bordo do A321.

    Mais:

    'Tel-Aviv pretende desintegrar a Turquia para criar o Grande Israel'
    Israel quer aproximação à Rússia por causa da sua segurança
    Tags:
    aeronave, bombas, explosivo, segurança, A321, Daesh, Sharm El-Sheikh, Tel Aviv, Israel, São Petersburgo, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik