05:50 18 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Guarda Nacional da Venezuela na fronteira com a Colômbia

    Colômbia pode abrir parte da fronteira para ajudar Venezuela

    © REUTERS/ Carlos Eduardo Ramirez
    Mundo
    URL curta
    0 36850

    O governo da Colômbia está estudando a possibilidade de ampliar um corredor humanitário na fronteira com a Venezuela para ajudar os habitantes do país vizinho a combater a falta de alimentos e medicamentos.

    "Nós não vamos deixar que nossos irmãos venezuelanos passem problemas de fome ou de necessidade de medicamentos. Se tiver de ampliar o corredor humanitário, vamos ampliá-lo", disse a chanceler colombiana, María Angela Holguín, citada pela Agência Brasil.

    A declaração foi feita durante uma visita nesta quinta-feira (7) à cidade de Cúcuta, na fronteira entre os dois países.

    Na quarta (6), cerca de 500 mulheres venezuelanas atravessaram a fronteira, que havia sido fechada no ano passado por ordem do presidente Nicolás Maduro, para comprar mantimentos na Colômbia. 

    "Jamais nos fecharemos para os venezuelanos com necessidade", disse Holguín, um dia após o incidente, acrescentando que Bogotá está negociando com Caracas a reabertura da fronteira.

    A Venezuela passa por uma séria crise econômica e política. A população enfrenta problemas de abastecimento e protesta contra a falta de itens de necessidade básica, como alimentos e remédios, além de produtos de uso diário, como papel higiênico.

    Mais:

    Colômbia e Venezuela reestabelecem embaixadores
    Venezuela fecha fronteiras de mais 10 municípios vizinhos à Colômbia
    Unasul está disposta a intermediar conflito de fronteira entre Venezuela e Colômbia
    Venezuela fecha fronteira com Colômbia por ataque paramilitar
    Mercosul convoca reunião de chanceleres para discutir crise na Venezuela
    Tags:
    corredor humanitário, medicamentos, alimentos, abastecimento, fome, fronteira, crise, Nicolás Maduro, Colômbia, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik