04:14 23 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Partes do South Stream (Corrente do Sul) , foto de arquivo

    Acordo entre Rússia e Eslovênia sobre South Stream vigora e não contradiz às leis da UE

    © AFP 2019 / ANDREJ ISAKOVIC
    Mundo
    URL curta
    0 61

    O acordo entre a Rússia e a Eslovênia sobre o South Stream (Corrente do Sul) ainda está em vigor.

    O acordo intergovernamental sobre o projeto de gás South Stream entre a Rússia e a Eslovênia continua vigorando e plenamente corresponde às normas da legislação da União Europeia, disse o chanceler esloveno Karl Erjavec numa entrevista a Sputnik na quarta-feira.

    “Claro que todos os projetos energéticos na União Europeia têm que ser realizados de acordo com a legislação e nós temos a certeza de que o acordo intergovernamental sobre o South Stream entre a Rússia e a Eslovênia, que ainda está em vigor, cumpre sua obrigação”, informou o ministro.

    Karl Erjavec ressaltou que a Rússia “tem sido fornecedor confiável de gás para Eslovénia durante décadas” e está convicto de que a situação continuará assim. Ao mesmo tempo o ministro indicou que o desenvolvimento do South Stream vai depender de vários fatores económicos e jurídicos e, principalmente, da demanda de gás nos mercados europeus de energia.

    O objetivo do gasoduto South Stream é fornecer gás natural russo através da Bulgária, Sérvia, Hungria e Eslovênia a Itália e Áustria, contornando a Ucrânia. Vale lembrar que a Comissão Europeia se opôs à implementação do South Stream pois o projeto estava em contradição com o terceiro pacote energético da UE segundo o qual a mesma empresa é proibida de ser proprietária de gás e de operar o gasoduto. Como consequência, em 1 de dezembro de 2014 o presidente Vladimir Putin anunciou que a Rússia iria renunciar à execução do projeto.

    Porém, em junho Putin informou que a Rússia não iria abandonar o South Stream e estaria aguardando a decisão da Comissão Europeia sobre o assunto.

    Mais:

    South Stream: sonho da Bulgária e pesadelo da União Europeia
    União Europeia pode ter que recorrer ao gasoduto South Stream
    Tags:
    gás natural, energia, South Stream, Comissão Europeia, União Europeia, Karl Victor Erjavec, Vladimir Putin, Eslovênia, Ucrânia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar