04:17 25 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    014
    Nos siga no

    O Departamento de Estado dos Estados Unidos aprovou uma possível venda de mísseis Sea Sparrow para o Chile, avaliada em pouco mais de U$ 140 milhões, segundo informou a Agência de Cooperação em Segurança de Defesa em um comunicado nesta terça-feira (5).

    "O Departamento de Estado fez uma determinação que aprova uma possível Venda Militar Estrangeira para o Chile de Mísseis Evolved Sea Sparrow (ESSMs, na sigla em inglês), equipamentos, treinamento e apoio", declara a nota de imprensa, acrescentando que "o custo estimado é de US $ 140,1 milhões".

    O governo chileno solicitou a compra de 33 ESSMs, além de seis modelos com tecnologia de telemetria e três sistemas de lançamento vertical MK 41.

    A Agência de Cooperação em Segurança de Defesa declarou as armas aumentariam a capacidade do Chile para "dissuadir ameaças regionais e reforçar a sua defesa nacional”. Além disso, ressalta o Departamento de Estado, promoveria a interoperabilidade com os EUA.

    O Evolved Sea Sparrow é um míssil antiaéreo instalado em navios, que posteriormente também foi modificado para a defesa aérea em terra.

    As companhias Raytheon, BAE Systems e Lockheed Martin seriam os contratantes principais para a possível venda norte-americana para o Chile, de acordo com o release.


    Mais:

    Mísseis S-500 são um desafio científico e industrial extremamente complicado
    EUA reconhecem: venda de mísseis russos S-300 ao Irã é legítima
    Tags:
    EUA, Chile, Departamento de Estado, Raytheon, BAE Systems, Lockheed Martin, Sea Sparrow, MK 41, venda, mísseis, defesa, armas
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar