23:05 24 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    818
    Nos siga no

    As afirmações que diplomatas norte-americanos são discriminados na Rússia não correspondem à realidade, declarou na sua entrevista coletiva semanal da terça-feira (28) a representante oficial da chancelaria russa, Maria Zakharova.

    Ela lembrou que o jornal norte-americano The Washington Post publicou um artigo sobre "algumas alegadas discriminações de diplomatas norte-americanos na Rússia, e não somente na Rússia, mas também fora do nosso país".

    "<…> Esta publicação não é profunda, não reflete a situação real. Foi preparada à presa, de acordo com as palavras de alguém. Se querem ver um exemplo de propaganda, essa é a publicação do The Washington Post", afirmou Zakharova.

    Representante oficial do Ministério das Relações Exteriores russo, Maria Zakharova, durante a entrevista coletiva semanal, Moscou, Rússia, 28 de junho de 2016
    © Sputnik / Aleksandr Vilf
    Representante oficial do Ministério das Relações Exteriores russo, Maria Zakharova, durante a entrevista coletiva semanal, Moscou, Rússia, 28 de junho de 2016

    A mídia ocidental mantém silêncio sobre discriminações em relação a diplomatas russos no estrangeiro. Em vez de melhorar a situação, viraram-na de cabeça para baixo.

    "Os nossos diplomatas da Rússia enfrentam constantemente provocações do FBI e da CIA. Em particular, o pessoal das mencionadas instituições não hesita em introduzir aquilo que são medidas ilegais em relação a nossos diplomatas e a pressão psicológica em presença de suas famílias", destacou Zakharova.

    A publicação foi discutida durante o briefing do Departamento de Estado norte-americano. Tal comportamento deteriora as relações entre a Rússia e os EUA. A representante oficial lembrou que, segundo os EUA, as sanções antirrussas visam desestabilizar a Rússia.

    Tags:
    provocação, diplomatas, discriminação, Maria Zakharova, Rússia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar