23:47 24 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Primeiro-ministro britânico David Cameron na reunião durante a cúpula do G20

    Putin dá resposta contundente a Cameron sobre Brexit

    © Sputnik/ Agência Fotohost
    Mundo
    URL curta
    415707411

    O presidente da Rússia respondeu nesta sexta-feira (24) a palavras do primeiro-ministro britânico David Cameron, que mais cedo declarou que "Putin ficará feliz" com a saída da Grã-Bretanha da União Europeia.

    "Considero que isso seja nada a mais do que uma tentativa incorreta de tentar influenciar a opinião pública no próprio país. Mas, como pudemos ver, mesmo isso não surtiu um resultado desejado para aqueles que o queriam. E ainda por cima depois da votação, ao meu ver, ninguém tem o direito de fazer declarações sobre qualquer posição da Rússia. Isto não é senão uma manifestação de um baixo nível de cultura política" – disse Putin.

    E o líder russo também respondeu a acusação sobre a suposta intervenção russa no referendo.

    "Nós nunca intervimos, nunca nos pronunciamos a esse respeito. Tivemos, na minha opinião, uma postura muito correta e, é claro, acompanhamos atentamente os fatos. Mais não influímos de forma alguma sobre esse processo e nem tentamos fazê-lo" – explicou Putin.

    Em 17 de maio Cameron declarou que a eventual separação entre Grã-Bretanha e UE deixaria felizes o presidente da Rússia e o líder do grupo terrorista Daesh (Estado Islâmico), Abu Bakr al-Baghdadi.

    Primeiro-ministro britânico David Cameron anunciou a sua demissão depois do referendo, Londres, Reino Unido, 24 de junho de 2016
    © Sputnik/ Alex McNotan
    Já hoje, o ministro britânico das Relações Exteriores Philip Hammond também chegou a declarar que a saída da Grã-Bretanha na UE alegrou o presidente russo, enquanto o ex-embaixador dos EUA na Rússia, Michael McFaul, chamou o resultado do referendo de vitória de Putin.

    Na quinta-feira (23), os britânicos participaram de um referendo sobre a permanência do Reino Unido na União Europeia. Segundo os dados oficiais, 51,9% da população do país votou a favor da saída da união. O fato se tornou inédito para a UE, já que até agora só se falava em um maior alargamento do bloco.

    Mais:

    G7: apesar do Brexit, economia da Grã-Bretanha segue estável
    Brexit faz despencar os preços do petróleo
    Brexit terá consequências para a Europa e para a Rússia
    Brexit fez brasileiros quererem saída do Mercosul
    Tags:
    Brexit, resposta, Vladimir Putin, David Cameron, Grã-Bretanha, União Europeia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik