20:30 14 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Subiba ao Monte Elbrus no âmbito de uma expedição geográfica

    Cosmonauta russo conquista Monte Elbrus

    © flickr.com/ Ekaterina
    Mundo
    URL curta
    171

    O cosmonauta russo Gennady Padalka, que estabeleceu o recorde de permanência de um ser humano no espaço e foi premiado com o título de Herói da Rússia, subiu o Monte Elbrus no âmbito de uma expedição geográfica que pretende conquistar vários locais distantes e de difícil acesso do planeta.

    Elbrus, a montanha mais alta da Europa, Rússia e de toda a cordilheira do Cáucaso
    Elbrus, a montanha mais alta da Europa, Rússia e de toda a cordilheira do Cáucaso

    A equipe realizou a subida a pé até o pico da montanha mais alta da Europa, da Rússia e de toda a cordilheira do Cáucaso, localizada a 5.642 metros de altitude, disse o chefe da expedição, o construtor de aeronaves e piloto Aleksandr Begak.

    ​As condições meteorológicas eram difíceis porque o mês de junho não é o melhor para a subida. A velocidade do vento era por volta de 20 metros por segundo, enquanto a temperatura era 40 graus Celsius negativos.

    Entre outros obstáculos, os membros da expedição enfrentaram desidratação, falta de oxigênio e a influência da luz ultravioleta. O grupo que partiu para conquistar a montanha era constituído por sete pessoas, mas somente Begak e Padalka conseguiram subir até o final.

    "O caráter dos participantes da subida é mais forte do que o tempo. Dois dos sete participantes subiram o pico, Padalka e eu", disse Begak.

    Superfície da Lua
    © AFP 2017/ DAVID R. SCOTT / NASA / AFP
    A subida foi realizada no âmbito do projeto "Elbrus 2016. Rússia. O Coração do Mundo!". Os alpinistas colocaram no topo a bandeira russa e o símbolo da expedição – um globo de vidro com símbolos, imagens e palavras escritas a laser.

    No globo está escrito "Rússia. O Coração do Mundo!" em diferentes línguas e tem 12 símbolos das grandes religiões praticadas na Rússia.

    Globos semelhantes foram colocados em vários locais distantes do planeta. Um deles fica na estação de Amundsen-Scott, no Pólo Sul, e outro no fundo do Oceano Ártico.

    Mais:

    Kadyrov: Expedição ártica chechena desvendou espiões do Ocidente
    Mamute 2.0 - Expedição ártica encontra restos clonáveis do animal extinto
    Cosmonautas partem em expedição de um ano para EEI nesta sexta-feira
    Tags:
    conquista, planeta, alpinistas, cosmonauta, expedição, subida, Gennady Padalka, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik