14:20 16 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Stade de France

    França declara mobilização total da segurança na Euro 2016 após massacre de Orlando

    © flickr.com/ Pierre Metivier
    Mundo
    URL curta
    Euro 2016 (52)
    2 0 0

    O Ministério do Interior francês anunciou nesta segunda-feira (13) uma plena mobilização das forças de segurança durante todo o campeonato Euro 2016, na sequência do ataque extremista em uma boate gay no estado da Flórida, EUA.

    "A mobilização do governo francês é total. Ações de segurança continuarão ao longo do Euro 2016", disse o ministério em sua página no Twitter.

    O chefe da pasta, Bernard Cazeneuve, chegou à cidade de Bordeaux nesta segunda para inspecionar a zona dos torcedores no estádio local, que receberia um jogo entre a Áustria e a Hungria na terça-feira (14).

    "Temos nos preparado com bastante vigilância e tenacidade", escreveu no Twitter o prefeito de Bordeaux, Alain Juppé, que acompanhou Cazeneuve. "Devemos permanecer vigilantes em face da máxima ameaça terrorista. O ataque de Orlando provou isso", acrescentou.

    O tiroteio em massa ocorrido na casa noturna Pulse, em Orlando, no último domingo (12), reivindicou 49 vidas. O presidente dos EUA, Barack Obama, disse que o atirador foi influenciado por extremistas islâmicos, mas admitiu que não há evidências de comando externo no ato perpetrado.

    A França está em alto alerta de segurança desde novembro passado, quando jihadistas associados ao Daesh (Estado Islâmico) mataram 130 pessoas em Paris, em uma série de ataques com armas e bombas, inclusive um direcionado ao estádio Stade de France.


    Tema:
    Euro 2016 (52)

    Mais:

    Competição de esposas Euro 2016: Espanha vs República Tcheca
    Alemães e ucranianos brigam antes de jogo pela Euro 2016 (VíDEO)
    Rússia estreia na Euro 2016 com gol de empate nos acréscimos
    Trump polemiza de novo na Internet após tiroteio em boate gay de Orlando
    Tags:
    ataque, alerta, terrorismo, Euro 2016, Bernard Cazeneuve, Orlando, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar