02:23 29 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    491
    Nos siga no

    O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, colocou nesta quinta-feira a coalizão militar liderada por Riad no Iêmen na lista anual de responsáveis pela morte de crianças.

    Os rebeldes houthis que tomaram o controle da capital, Sanaa, em setembro de 2014, também foram incluídos na lista, que detalha agressões contra os direitos das crianças em 14 países. 

    "Crises emergentes e ascendentes tiveram um impacto horrível em meninos e meninas", disse em comunicado o escritório do enviado da ONU para crianças e conflitos armados. 

    "A situação no Iêmen é particularmente preocupante, com um crescimento de cinco vezes no número de crianças recrutadas e de seis vezes mais crianças mortas e mutiladas em comparação com 2014". 

    A Arábia Saudita e seus parceiros são responsáveis por 60% das 785 mortes e por deixar outras 1.168 crianças feridas com seus ataques aéreos no Iêmen no ano passado.

    Mais:

    Rússia supera Arábia Saudita em produção de petróleo
    Arábia Saudita acusa Irã de interferir em questões internas do Iraque
    Homens-bomba atacam centro de recrutamento militar no Iêmen
    Pentágono diz que tropas dos EUA permanecerão no Iêmen
    Tags:
    ONU, Ban Ki-moon, Sanaa, Iêmen, Arábia Saudita
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar