08:30 12 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Sistemas de mísseis antiaéreos S-300

    É verdade: EUA podem introduzir mais sanções contra a Rússia

    © Sputnik/ Ramil Sitdikov
    Mundo
    URL curta
    23219

    Os Estados Unidos podem introduzir sanções contra a Rússia por esta fornecer ao Irã complexos de mísseis S-300.

    A respectiva informação foi divulgada pela mídia russa, que cita Sam Werberg, representante do Departamento de Estado para os assuntos iranianos.

    De acordo com ele, o governo americano “continua prestando especial atenção às informações que têm a ver com fornecimentos por parte da Rússia dos sistemas de mísseis S-300 ao Irã”.

    “Nós ainda não preparamos a conclusão sobre as ações a que esta entrega poderá levar (se e quando ela for finalizada) no quadro das competências de que os EUA dispõem”, notou Werberg.

    No Congresso americano já foram feitas exigência de introduzir sanções contra a Rússia após esta última começar os fornecimentos de S-300 (em 11 de abril do ano corrente). Os congressistas basearam as suas declarações em duas normas legais: a lei sobre a não proliferação de armas em relação ao Irã e Iraque (datada de 1992) e a lei sobre as sanções contra o Irã e a Líbia (datada de 1996).

    Os complexos de mísseis russos S-300 são usados para a defesa de instalações administrativas, industriais e militares importantes contra ataques de aeronaves estratégicas e táticas, sendo o principal componente da defesa antiaérea da Rússia desde 1975.

    A Rússia e o Irã concluíram o contrato sobre o fornecimento de sistemas antimísseis S-300 ainda em 2007 mas, por causa das sanções contra o Irã, a implementação do contrato havia sido suspensa. O presidente russo Vladimir Putin assinou um documento em abril deste ano cancelando a proibição de fornecer S-300 a Teerã.

    Enquanto isso, as sanções ocidentais contra a Rússia, introduzidas por causa da situação na Ucrânia, não parecem trazer frutos: após os EUA as terem decretado, a Europa é a região que mais sofre com elas, notam vários especialistas.

    Tags:
    sanções, fornecimento, S-300, EUA, Irã, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik