21:10 05 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    101
    Nos siga no

    O número de cidadãos sírios vivendo sitiados cresceu em mais de 75 mil, chegando a 592.700, a pior marca dos últimos cinco anos, segundo informou Stephen O'Brien, subsecretário-geral da ONU para questões humanitárias, nesta sexta-feira, 27.

    Em declarações para o Conselho de Segurança das Nações Unidas, O'Brien disse que o uso do cerco e da fome como armas de guerra é algo repreensível e deve parar imediatamente. 

    "Hoje, 592.700 pessoas estão vivendo em áreas cercadas por conta da apavorante e deteriorante situação em Al Wa'er", disse o subsecretário.

    Mais:

    Síria está sitiada graças à sanções da UE, dos EUA e dos países árabes
    Mídia: exército turco avança quase um quilômetro na Síria
    UE estende sanções contra Síria até junho de 2017
    Rússia realiza mais missões contra instalações de petróleo na Síria
    Tags:
    Stephen O'Brien, Al Wa'er, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar