13:55 16 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Células de câncer no fígado

    Pesquisa: crise de 2008 causou 260 mil mortes de câncer

    © East News / Science Photo Library
    Mundo
    URL curta
    213

    Uma nova pesquisa científica revelou que a crise econômica de 2008 causou 160 mil mortes adicionais na União Europeia.

    Especialistas das Universidades de Harvard e Oxford, Colégio de Londres e Colégio King de Londres estudaram os dados do Banco Mundial e da Organização Mundial de Saúde (OMS) para analisar a relação entre emprego, gastos públicos em saúde e níveis de mortalidade de câncer durante os últimos 20 anos.

    A pesquisa foi publicada no jornal Lancet e revelou que mais de 260 mil casos adicionais de morte por câncer (em comparação com os números previstos mais cedo) foram registrados em países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE na sigla em inglês) entre 2008 e 2010, casos que foram associados com a recessão.

    De acordo com a OCDE, as mortes foram causadas pelo fato de que muitos países foram obrigados a cortar os gastos de saúde e pelo aumento do desemprego.
    Das 260 mil mortes, 160 mil foram registrados na União Europeia.

    A pesquisa, que analisou a situação em mais de 70 países, prevê que o número de casos de câncer aumente para 22 bilhões até 2030, em comparação com os 14 bilhões registrados em 2012.
    Em 2012, nestes países foi fixado um total de 8,2 bilhões de mortes de câncer.

    Tags:
    câncer, saúde, OMS
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar