03:11 15 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Ilustração, código binário

    Campanha presidencial nos EUA na mira de hackers

    © REUTERS / Kacper Pempel
    Mundo
    URL curta
    0 21
    Nos siga no

    As campanhas candidatos das eleições presidenciais nos EUA são alvo de ciberataques, revelou o coordenador dos serviços secretos norte-americanos, James Clapper, que admitiu a intensificação deste tipo de ações ao londo da campanha.

    Segundo o coordenador, que falou durante uma conferência sobre cibersegurança em Washington, o Departamento de Segurança Interna e a polícia federal norte-americana (FBI) fazem o que podem para informar aos dois grandes partidos em campanha – Republicano e Democrata – “sobre as possíveis ameaças cibernéticas”.

    Tradicionalmente, os serviços de informações norte-americanos começam a informar os candidatos à presidência sobre ameaças que pesam sobre os Estados Unidos a partir do momento em que estes são oficialmente designados pelos respectivos partidos.

    Alguns analistas têm manifestado preocupação sobre a transmissão de informações mais sensíveis a Trump, que sugeriu, entre outras medidas, fechar as fronteiras norte-americanas a todos os muçulmanos.

    James Clapper esclareceu que estas apresentações “não são feitas para influenciar a visão do mundo” dos candidatos, frisando ainda que os candidatos não têm acesso à mesma informação detalhada que é transmitida ao Presidente do país.

    Mais:

    Maior parte dos países com armas nucleares possui sistemas vulneráveis a ciberataques
    Pentágono convida hackers 'domesticados' para testar sua segurança
    Kerry disse achar provável que hackers russos e chineses tenham acesso ao seu e-mail
    Tags:
    eleições presidenciais, cibersegurança, hackers, Internet, eleições nos EUA, James R. Clapper, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar