14:02 21 Fevereiro 2018
Ouvir Rádio
    Membros do grupo radical Setor de Direita em Kiev

    30 radicais da Ucrânia se infiltram na Crimeia

    © REUTERS/ Valentyn Ogirenko
    Mundo
    URL curta
    4314

    Várias dezenas de radicais vindos da Ucrânia se infiltraram na Crimeia para desestabilizar a situação na península no Dia da Memória das vítimas de deportação dos tártaros da Crimeia, disse o vice-primeiro-ministro da região Ruslan Balbec à RIA Novosti.

    "Nós já recebemos sinais exatos, os agentes policiais estão elaborando atualmente esta informação. Por volta de 30 pessoas de Perekop (a fronteira entre a Ucrânia e a Crimeia) chegaram à Crimeia, depois de obter instruções do terrorista Lenur Islyamov", disse Balbec aos jornalistas.

    Mais tarde, as palavras Balbec foram comentadas pela promotora-geral da Crimeia, Natalia Poklonskaya. Segundo ela, não há motivo para pânico.

    "Tudo vai se passar de forma pacífica e calma, como o costume, não há razão para preocupação. Os eventos comemorativos serão realizados em conformidade com a lei”, prometeu Poklonskaya.

    O Dia da Memória das vítimas de deportação dos tártaros da Crimeia será comemorado no dia 18 de maio.

    Lenur Islyamov foi vice-presidente do Conselho de Ministros da República da Crimeia pouco mais de um mês, em 2014, mas foi demitido. Depois disso, ele se mudou para a cidade de Kiev e obteve a cidadania ucraniana. No outono de 2015, ele se tornou um dos organizadores do bloqueio da península e, em dezembro, este político anunciou a formação de batalhões de voluntários, cujo objetivo é o retorno da Crimeia à soberania da Ucrânia.

    Em janeiro de 2016, a Promotoria da Crimeia relatou que Islyamov está na lista de procurados da Polícia a nível federal, porque foi acusado de uma série de crimes, embora os artigos dos crimes não tenham ainda sido divulgados.

    Mais:

    Crimeia restaura sistemas de alerta precoce antimísseis
    Conselho Regional de Veneza votará reconhecimento da Crimeia como parte da Rússia
    Delegação da Crimeia leva propostas de cooperação a Pequim
    Tags:
    tártaros, Natalia Poklonskaya, Ucrânia, Crimeia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik