10:29 25 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    A cidade de Arbil no Curdistão iraquiano

    Curdos da Síria apoiarão independência do Curdistão iraquiano

    © Sputnik / RIA Novosti
    Mundo
    URL curta
    0 63

    Os curdos sírios apoiarão qualquer decisão do povo do Curdistão iraquiano em relação ao seu futuro, inclusive a declaração de independência, informou um dos líderes sírios.

    O líder do Partido de União Democrática, afiliado ao Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) Salih Muslim Muhammad fez a respectiva declaração a jornalistas nos corredores da conferência de organizações curdas, que está sendo realizada na cidade iraquiana de Suleimânia.

    "Nós respeitamos a região curda de Curdistão do Sul [trata-se de Curdistão iraquiano, a autonomia que faz parte do Iraque – ed.] e o seu povo. Apoiaremos qualquer decisão [sobre a independência – ed.] do povo do Sul", disse.

    Ao mesmo tempo, ele sublinhou que "o Acordo Sykes-Picot [o acordo de 1916 entre os países da Tríplice Entente sobre a divisão da Turquia] criou Estados nacionais e agora estes Estados estão cortando as gargantas uns aos outros".

    Salih Muslim expressou também a preocupação de que com o aparecimento de um novo Estado nacional "se vá de novo cortar cabeças uns aos outros".

    Mesmo assim, ele sublinhou especialmente:

    "Mas nós não estamos contra o Curdistão independente e se o povo tomar a decisão de viver independentemente, nós a vamos respeitar".

    O Curdistão iraquiano é uma autonomia no norte do Iraque, que estabeleceu o seu estatuto na década de 90. A autonomia tem seu próprio governo, parlamento e presidente, bem como forças armadas – os Peshmerga (literalmente ‘aqueles que enfrentam até a morte’), que contam com cerca de 120 mil homens.

    Tradicionalmente na autonomia há dois partidos mais fortes – a União Patriótica do Curdistão e o Partido dos Trabalhadores do Curdistão, o que é a força democrática do Curdistão. As contradições entre os dois partidos levaram à guerra civil entre anos 1994 e 1998.

    Na autonomia, a ideia de realização de um referendo sobre a independência de Bagdá é muito popular. Em particular, em março o presidente do Curdistão iraquiano Massoud Barzani fez lembrar de novo o desejo de realizar tal referendo, além de notar a existência de uma "chance histórica" de alcançar o seu próprio Estado. Mesmo assim, a data de possível realização do referendo ainda não foi definida.

    Mais:

    Peshmerga diz que participará da liberação de cidade-chave do Daesh no Iraque
    Tags:
    independência, referendo, curdos, Curdistão iraquiano
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik