07:29 06 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Refugiados em centro de recepção para imigrantes em Roszke, na Hungria, em 4 de setembro de 2015

    ACNUR: medidas para barrar refugiados na Hungria violam convenções internacionais

    © REUTERS / Stringer
    Mundo
    URL curta
    0 05
    Nos siga no

    As medidas das autoridades húngaras, que tentam impedir o acesso de refugiados ao país, podem estar em contradição com convenções internacionais de direitos humanos e sobre refugiados, anunciou nesta quinta-feira o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR).

    A agência Reuters destacou que ACNUR manifestou grande preocupação com o números de imigrantes detidos, sem informação de prazos para transporte até a Sérvia, que recebe, desde janeiro, o máximo de duas pessoas por dia.

    "ACNUR está analisando importantes aspectos da legislação húngara, que suscitam preocupação quanto à sua conformidade às normas internacionais e europeias, e que podem estar em contradição com os compromissos internacionais e europeus assumidos pelo país", informa o comunicado do ACNUR.

    O premiê da Hungria, Viktor Orbán, adotou uma posição de combate à imigração desde o início da crise dos refugiados que acomete a Europa. Em fevereiro, Orbán anunciou a decisão das autoridades de realizar um referendo sobre o plano europeu de introduzir cotas para a distribuição de imigrantes pelos países da UE.

    Mais:

    Hungria anuncia referendo sobre cotas de refugiados impostas por Bruxelas
    Hungria fecha fronteira com a Croácia para conter fluxo de imigrantes
    Hungria defende sistema de cotas globais para imigrantes
    Hungria autoriza exército a disparar contra migrantes
    ONU: Hungria viola direitos humanos com os refugiados
    Tags:
    imigração, crise de imigrantes, refugiados, ACNUR, UE, Europa, Hungria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar