15:50 15 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    26225
    Nos siga no

    Um general norte-coreano que, de acordo com vários meios de comunicação ocidentais, havia sido executado pelo regime de Kim Jong-un em fevereiro, aparentemente está bem vivo e continua a ocupar uma posição elevada nos escalões de Pyongyang.

    A informação de que o líder norte-coreano havia decretado pena de morte ao general Ri Yong-gil por alegado abuso de autoridade e corrupção apareceu pela primeira vez na mídia sul-coreana e depois se espalhou para a imprensa ocidental.

    No entanto, seu nome apareceu após o congresso do Partido dos Trabalhadores norte-coreano em uma lista de funcionários selecionados para ocupar posições de alto nível no país, segundo relatam fontes oficiais da Coreia do Sul.

    O primeiro congresso que o Partido dos Trabalhadores da Coreia (o único no país) realizou em 36 anos foi encerrado nesta terça-feira (10), em Pyongyang, com um desfile de centenas de milhares de pessoas.


    Mais:

    Xi Jinping felicitou Kim Jong-un pela presidência do Partido dos Trabalhadores da Coreia
    Ganhadores do Nobel pedem alívio de sanções contra Coreia do Norte
    Fotos de satélite mostram que Coreia do Norte pode estar preparando mais um teste nuclear
    HRW: Coreia do Norte deve reconhecer violações dos direitos humanos
    Coreia do Norte proíbe temporariamente casamentos e funerais
    Coreia do Norte planeja aumentar seu potencial nuclear em resposta às manobras dos EUA
    Tags:
    mídia ocidental, vivo, executado, desfile, general, Congresso do Partido dos Trabalhadores da Coreia, Kim Jong-un, Ri Yong-gil, Pyongyang, Coreia do Sul, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar