09:08 29 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    1061
    Nos siga no

    As coalizões internacionais só fazem acreditar que estão combatendo com terrorismo mas a realidade é outra.

    Coalizões internacionais que são formadas com objetivos de conter terroristas não fazem nada para combater o Daesh na Síria, disse à Sputnik o ministro-adjunto das Relações Exteriores do Irã, Hossein Amir Abdollahian. 

    A coalizão de mais de 60 países encabeçada pelos EUA bombardeava as posições do Daesh sem a aprovação de Damasco ou da ONU desde agosto de 2014.

    “O Irã, [o governo da] Síria, o exército da Síria e o Hezbollah ajudam a combater o terrorismo na Síria, enquanto outras coalizões que foram formadas com o objetivo de lutar contra terrorismo não fazem nada”, disse Abdollahian.

    Em dezembro de 2015, o grupo das 34 nações muçulmanas do Oriente Médio, da África e da Ásia anunciaram a criação de uma nova coalizão anti-Daesh para enfrentar o extremismo islâmico. A coalizão é encabeçada pela Arábia Saudita.

    Mais:

    Stoltenberg: OTAN pode cooperar com coalizão de países muçulmanos para combater o Daesh
    Coalizão dos EUA matou mais de mil civis em ataques na Síria e no Iraque
    Tags:
    improdutividade, combate, terrorismo, Daesh, Hezbollah, ONU, Hossein Amir-Abdollahian, Ásia, Oriente Médio, África, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar