09:29 21 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    591
    Nos siga no

    O representante oficial do Ministério das Relações Exteriores da Rússia responsável por questões ligadas a direitos humanos, democracia e Estado de Direito, Konstantin Dolgov, criticou a União Europeia por ignorar as crescentes manifestações de neonazismo que tem sido observadas na Ucrânia.

    Em sua página oficial no Twitter, o diplomata evocou a história para denunciar o potencial perigo dos muitos casos gritantes ligados a movimentos neonazistas na Ucrânia.

    "Em Lvov [cidade ucraniana], os neonazistas comemoraram o aniversário de criação da Divisão "Galícia" da SS [organização paramilitar ligada ao partido nazista e a Adolf Hitler]. O destino desses jovens será o mesmo dessa inglória divisão da SS. É revelador o apoio das autoridades ucranianas aos neonazistas e o vergonhoso silêncio da democrática UE. Política de apaziguamento 2.0? A história deve ser lembrada" – escreveu Dolgov.

    Mais:

    Extremistas ucranianos oferecem curso de combate militar para crianças
    Cerca de 40 estrangeiros militam no grupo extremista Setor de Direita
    Direita avança na Europa: as forças mais populares
    Tags:
    neonazismo, Konstantin Dolgov, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar