04:23 19 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Jens Stoltenberg, secretário-geral da OTAN

    OTAN oferece ajuda à Líbia para 'desarmar' terroristas

    © AFP 2019 / JOHN THYS
    Mundo
    URL curta
    804
    Nos siga no

    A OTAN ofereceu ajuda ao novo governo da Líbia para "desarmar" os grupos terroristas que atuam naquele país o Secretário-Geral a aliança Jens Stoltenberg, em entrevista ao canal britânico Sky News.

    "Líbia vive uma situação muito difícil e perigosa. Hostilidades, desordem. Observamos uma crescente presença do Daesh (Estado Islâmico)" – destacou o secretário.

    Nesta quinta-feira (14) Stoltenberg visitou Londres para se reunir com o primeiro-ministro da Grã-Bretanha David Cameron.

    "Não planejamos uma operação de combate. Mantemos contato direto com o governo da Líbia e lhes oferecemos expandir as possibilidades para ajudá-los a criar instituições de defesa, desarmar grupos rebeldes e, no futuro, quem sabe, ajudar com preparativos militares" – explicou o secretário.

    Ele destacou, no entanto, que a OTAN não tomará quaisquer ações sem que haja um pedido oficial por parte das autoridades da Líbia.

    "Mas eles precisam enviar um pedido oficial, portanto nós não iremos enviar militares e não tomaremos quaisquer ações sem uma solicitação do governo líbio. Não irei especular sobre se teremos ou quando teremos tal pedido, já que o novo governo existe há apenas algumas semanas. Eles sabem que nós estamos dispostos a ajudá-los" — disse Stoltenberg.

    A Líbia vive um estado de desordem desde o movimento conhecido como Primavera Árabe, em 2011, que mais tarde levou a uma guerra civil e à derrubada do líder Muammar Kadhafi por extremistas islâmicos apoiados pelo Ocidente.

    O governo Obama apoiou o uso de ataques aéreos na Líbia para garantir que rebeldes derrubassem Kadhafi após uma revolta em 2011. Desde a morte do ex-líder líbio, a influência de extremistas islâmicos no país vem crescendo constantemente.

    Em 31 de março um novo governo de unidade nacional, liderado pelo primeiro-ministro Fayez al-Sarraj, assumiu o comando do país. Inicialmente, o autoproclamado governo em Tripolo exigiu a saída de al-Sarraj da Líbia, mas, em seguida, abandonou o poder em favor do novo gabinete.

    Tags:
    aliança, desarmamento, ajuda, OTAN, Jens Stoltenberg, Líbia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar