23:37 19 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Subúrbio de Damasco de Daraia onde as forças sírias lutam contra terroristas, Síria (foto de arquivo)

    Avião militar sírio é derrubado pelo Daesh

    © Sputnik / Mikhail Alaeddin
    Mundo
    URL curta
    Síria depois de Palmira (73)
    3012

    Um avião militar das forças aéreas sírias foi derrubado nesta quinta-feira (14) pelo grupo terrorista Daesh (Estado Islâmico). A informação foi divulgada por fontes do observatório sírio para os direitos humanos.

    Militantes do Daesh
    © AP Photo / AP Photo via militant website, File
    A instituição recebeu informações de que o grupo radical atingiu e, possivelmente, derrubou o avião militar sírio próximo ao aeroporto de Halhalah. Segundo eles, o piloto da aeronave, foi salvo.

    Anteriormente, militantes do grupo terrorista Estado Islâmico haviam declarado que abateram um avião militar perto da região de Raqqa na Síria.

    O porta-voz do Ministério da Defesa da Rússia, Igor Konashenkov, ao comentar os relatos de que um avião russo poderia ter sido derrubado na Síria, disse que trata-se de "informações de provocação".

    "A mensagem da televisão do Qatar alegando que terroristas do Daesh derrubaram um avião militar russo perto da cidade de Raqqa (Síria) é informação de provocação", disse o general Konashenkov.

    De acordo com ele, as forças da aviação aeroespaciais russas não realizaram operações na Síria nesta quinta-feira. Além disso, todos os aviões do grupo aéreo russo na Síria se encontram na base aérea de Hmeymim.


    Tema:
    Síria depois de Palmira (73)

    Mais:

    Oposição síria quer maior participação russa na solução da crise síria
    Ban Ki-moon: mais de 30 mil ingressaram nas fileiras do Daesh no Iraque e na Síria
    Daesh avança ao longo da fronteira turco-síria
    Assad convida parlamentares russos para monitorar eleições presidenciais na Síria
    Série de erros externos dos EUA continua - por pouco não fizeram mais um na Síria
    Tags:
    avião, Estado Islâmico, Daesh, Raqqa, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik