02:20 23 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Attawapiskat, Canadá

    Epidemia de suicídios abala comunidade indígena do Canadá

    © AFP 2019 / MICHEL COMTE
    Mundo
    URL curta
    0 03
    Nos siga no

    Uma isolada comunidade indígena canadense declarou estado de emergência depois de 11 de seus 2.000 habitantes terem tentado se matar na noite de sábado (9), segundo informa nesta segunda-feira (11) o portal ITV News.

    Segundo relatos locais, 28 pessoas da aldeia de Attawapiskat, localizada no distrito de Kenora (norte de Ontário), tentaram se suicidar apenas em março. Se contar desde setembro do ano passado, o número sobe para 101, todos com idades entre 11 e 71 anos. Apenas um deles, uma menina de 13 anos, conseguiu levar a cabo a tarefa de tirar a própria vida.

    A autoridade suprema de Attawapiskat, Bruce Shisheesh, disse que a causa da proliferação de tentativas de suicídio pode ser remetida a problemas como a superpopulação, o bullying, os vícios e o impacto das escolas residenciais. "Eu gostaria de saber o que está acontecendo. Quem dera pudesse ler suas mentes", diz ele.

    O Governo do Canadá enviou uma unidade de resposta com um time de psicólogos a Attawapiskat. O primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, descreveu a situação como "devastadora". 

    ​"Vamos continuar trabalhando para melhorar as condições de vida dos povos indígenas", publicou o premiê em uma mensagem via Twitter.

    Os povos ameríndios do Canadá somam 1,4 milhão de pessoas e representam cerca de 4% da população. Eles têm os mais altos níveis de pobreza e a expectativa de vida mais baixa do país, e também são mais propensos a serem vítimas de crimes violentos, além de serem mais vulneráveis à contração de vícios e ao encarceramento. 

    Mais:

    Esporte e política: primeiro-ministro do Canadá seria novo rival de Putin?
    Índio na floresta russa: 'Quero me tornar cidadão da Rússia!'
    Tags:
    epidemia de suicídios, povos indígenas, pobreza, indígenas, Justin Trudeau, Attawapiskat, Canadá
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar