10:27 17 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Presidente Vladimir Putin, da Rússia, se encontra com o seu colega sírio Bashar al-Assad

    Presidente sírio diz que apoio russo não mudou posição do seu governo

    © Sputnik / Alexei Druzhinin
    Mundo
    URL curta
    2172

    O apoio aéreo russo não mudou a posição do governo sírio no que diz respeito à solução política, e Damasco permanece flexível nas negociações de paz, afirmou nesta terça-feira em entrevista à Sputnik o presidente da Síria, Bashar al-Assad.

    "Nós não mudamos a nossa posição, nem antes nem depois do apoio da Rússia. Nós fomos à Genebra e continuamos a mostrar flexibilidade. No entanto, ao mesmo tempo, essas vitórias irão afetar os Estados e as forças que estão entravando o processo", disse ele, acrescentando que o objetivo é não perder a menor chance de solução. 

    De acordo com Assad, há uma série de atores políticos que acusam Damasco e Moscou de tentar atrapalhar o processo político, insinuando que as ações russas não passaram de uma intervenção para defender o seu governo, o que não é verdade. 

    "Talvez, esse poderia ser o caso se nós não tivéssemos sido flexíveis desde o início, se nós tivéssemos realmente persistido. Entretanto, se vocês analisarem as políticas sírias dos últimos cinco anos, nós respondemos a todas as iniciativas, sem exceção, de todos os lados, mesmo quando estas não foram amistosas", explicou.

    "O apoio das Forças Armadas da Rússia, o apoio dado pelos amigos da Síria e as conquistas do exército sírio levarão a uma aceleração do processo político, e não o contrário", concluiu o presidente sírio. 

    Mais:

    Operação russa na Síria despertou interesse internacional pelo caça Su-34
    Síria terá uma nova Constituição, mas ninguém sabe quando
    Confusão total na Síria: Grupos armados pelo Pentágono combatem protegidos da CIA
    Mídia: operação russa na Síria arruinou planos energéticos da Turquia
    Não se trata de retirada total da aviação russa da Síria, diz chancelaria
    Tags:
    paz, Genebra, Damasco, Moscou, Rússia, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar