01:00 18 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Hillary Clinton

    'Hillary Clinton ajudou a fundar o Estado Islâmico', acusa ex-prefeito de NY

    © REUTERS / Joshua Lott/Files
    Mundo
    URL curta
    12132

    Hillary Clinton, a atual favorita à presidência dos EUA pelos democratas, “poderia ser considerada como um dos membros fundadores do Estado Islâmico [Daesh]" porque foi secretária de Estado durante a retirada, realizada pela administração Barack Obama, das tropas dos EUA no Iraque – é o que afirma Rudy Giuliani, ex-prefeito de Nova York.

    Giuliani, membro do Partido Republicano, fez a polêmica declaração durante uma entrevista concedida ao programa "The O'Reilly Factor", da Fox News, no momento em que falava sobre os atentados em Bruxelas, reivindicados pelo Daesh, e sobre a resposta do governo norte-americano.

    O ex-prefeito imediatamente relacionou Clinton aos erros nas ações de Washington contra o grupo terrorista: 

    “Ela ajudou a criar o Estado Islâmico. Hillary Clinton poderia ser considerada um membro fundador do Estado Islâmico".

    A pedido do apresentador, Giuliani citou os fatos que, segundo ele, embasaram sua crítica:

    "Ao fazer parte da retirada do Iraque conduzida pela administração. Ao fazer parte de uma administração que deixou [o premiê iraquiano, Nouri] Maliki afundar o Iraque, que forçou os xiitas a tomarem uma decisão. Ao não intervir na Síria no momento certo”.

    O'Reilly respondeu que, como secretária de Estado, Clinton não era pessoalmente responsável pelas decisões de Obama, e que o máximo que ela poderia ter feito para forçar o presidente a mudar sua política teria sido renunciar ao cargo.

    "Isso é o que faria uma patriota", replicou o ex-prefeito de Nova York.

    Mais:

    Clinton promete aos eleitores: Sim ao dinheiro e à presença militar no estrangeiro
    Hillary Clinton não apoiaria declaração de guerra contra o Estado Islâmico
    Hillary Clinton quer Edward Snowden longe dos EUA
    Lápide de Donald Trump surge misteriosamente no Central Park de NY
    Tags:
    ataques terroristas, atentados, erros, Daesh, Estado Islâmico, Barack Obama, Nouri al-Maliki, Rudy Giuliani, Hillary Clinton, Nova York, Bruxelas, Iraque, Síria, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar