20:57 19 Fevereiro 2018
Ouvir Rádio
    Membros das forças paramilitares do Paquistão

    Paquistão prepara ofensiva paramilitar no Punjab após massacre de cristãos na Páscoa

    © REUTERS/ Akhtar Soomro
    Mundo
    URL curta
    434

    O Paquistão lançará uma ofensiva paramilitar especial no Punjab, sua província mais rica e mais populosa, em resposta ao atentado terrorista que matou 72 pessoas na capital regional de Lahore neste domingo de Páscoa.

    ​Segundo informou a Reuters nesta segunda-feira (28), o governo civil do país irá mais uma vez conceder poderes especiais ao braço paramilitar de suas Forças Armadas a fim de combater extremistas islâmicos. 

    De acordo com um oficial das forças de segurança baseado em Lahore, as forças paramilitares do Paquistão terão poderes extraordinários para realizar incursões e interrogar suspeitos, à maneira da tática que vem sendo usada há mais de dois anos na cidade de Karachi, capital da província de Sind. 

    Uma facção do Talibã chamada Jamaat-ul-Ahrar reivindicou a responsabilidade pelo ataque suicida, que matou pelo menos 72 pessoas e feriu mais de 300 – em sua maioria mulheres e crianças – em um parque público de Lahore. O local estava particularmente cheio devido ao feriado de Páscoa. 

    "Os alvos eram os cristãos", declarou Ehsanullah Ehsan, um porta-voz da facção extremista.

    ​"Quisemos mandar esta mensagem para o primeiro-ministro Nawaz Sharif, de que entramos em Lahore. Ele pode fazer o que quiser, mas não será capaz de nos parar. Nossos homens-bomba continuarão com esses ataques", acrescentou.

    A explosão aconteceu do lado de fora do Parque Gulshan Iqbal, perto do estacionamento, junto ao portão de saída e a poucos metros de distância dos balanços onde brincavam as crianças.

    Após o ataque, o governo local ordenou que todos os parques públicos fossem fechados e anunciou três dias de luto na província. As principais áreas comerciais de Lahore também foram fechadas e muitas das principais estradas da cidade estão agora desertas.

    Mais:

    Talibã assume autoria de atentado que deixou mais de 60 mortos no Paquistão
    Atentado suicida no Paquistão deixa pelo menos 60 mortos (VÍDEO)
    Explosão mata funcionários de consulado dos EUA no Paquistão
    Ataque a universidade no Paquistão deixa 21 mortos e 50 feridos
    Paquistão executa autores de atentado que matou 150 pessoas em escola
    Tags:
    extremismo islâmico, minoria, cristãos, homem-bomba, forças paramilitares, ofensiva, resposta, parque, explosão, bomba, atentado, ataque terrorista, domingo, Páscoa, Jamaat-ul-Ahrar, Talibã, Nawaz Sharif, Sind, karachi, Punjab, Lahore, Paquistão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik