23:43 20 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Vários veículos militares nas base conjunta Pearl Harbor-Hickam durante os exercícios navais RIMPAC, junho de 2012

    China participará dos exercícios militares dos EUA

    © AFP 2017/ KENT NISHIMURA
    Mundo
    URL curta
    141814213

    A China pretende participar dos exercícios navais RIMPAC neste ano a convite dos EUA, disse na entrevista coletiva a representante oficial do Ministério das Relações Exteriores da China, Hua Chunying.

    Mais cedo o secretário de Defesa norte-americano declarou que os EUA reavaliam a possibilidade de da participação da China dos exercícios RIMPAC. Segundo Carter, a China segue uma linha de isolação enquanto Washington na região de Ásia-Pacífico visa garantir segurança.

    “A China e os EUA são países fortes. Podemos cooperar em muitas áreas. O nosso respeito e a nossa confiança mútuos servem para o bem dos interesses fundamentais dos povos de ambos os países, bem como a paz e estabilidade na região de Ásia-Pacífico e em todo o mundo”, disse Hua Chunying.

    Destacou que as declarações de Carter sobre a isolação da China mostram que alguns norte-americanos tentam criar tal imagem da China. Segundo ela, tais ideias são uma ilusão e não são construtivas.

    “Quanto aos exercícios, segundo que sei, os EUA oficialmente convidaram a China para participar e a China confirmou a sua participação”, sublinhou a representante oficial da chancelaria chinesa. Acrescentou também que é um país aberto que quer ser amigo dos seus vizinhos.

    Os exercícios navais RIMPAC organizados pelos EUA realizam-se dois em dois anos em Honolulu. Os primeiros exercícios realizaram-se em 1971. Em 2014 a China participou destes exercícios pela primeira vez. A Rússia foi convidada para os exercícios em 2012 mas não participou em 2014.

    Tags:
    cooperação, exercícios navais, EUA, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik