23:30 19 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    1336
    Nos siga no

    Os EUA não estão prontos para uma guerra hipotética contra a Rússia ou China, informou o portal de notícias norte-americano Defense News citando o chefe do Estado-Maior das Tropas Terrestres dos EUA, general Mark A. Milley.

    A prontidão militar do exército norte-americano deteriora-se no contexto de orçamento reduzido, o combate ao terrorismo e atividade militares no Afeganistão e no Iraque, disse Milley.

    Na sua opinião, o exército pode realizar operações antiterroristas regionais. Entretanto, a necessidade potencial de lutar contra um adversário muito forte como a Rússia, China, o Irã ou a Coreia do Norte provoca sérias preocupações do Pentágono.

    “O Exército dos EUA agora estão prestes contra o Daesh, a al-Qaeda, a Frente al-Nusra ou qualquer outro grupo terrorista. Quando falamos sobre riscos, temos em conta uma guerra de grande escala com um ou dois países – a China, Rússia, Irã ou Coreia do Norte”, informou o Defense News citando Milley.

    O general norte-americano disse que o exército pode ser derrotado na guerra porque não conseguirá responder rapidamente às ações do inimigo e atingir os seus objetivos militares.

    O Defense News destacou que o foco dos EUA na luta antiterrorista afetou a capacidade do Exército norte-americano de combater contra ameaças principais, ameaças híbridas, artilharia e o equipamento eletrônico do inimigo.

    O general afirmou que o Exército dos EUA realizarão a missão assumida no caso de guerra contra países mais fortes, mas isso será relacionado a um risco muito grande.

    Tags:
    EUA, Rússia, China, Pentágono, guerra, conflito, prontidão de combate, exército
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar