19:09 15 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Soldados do Exército sírio realizam ações militares contra terroristas nos arredores da cidade de Mhin, Síria, 20 de fevereiro de 2016

    Tropas sírias restauram controle da rota de abastecimento entre Hama e Aleppo

    © Sputnik / Ilya Pitalev
    Mundo
    URL curta
    Campanha militar antiterrorista na Síria (132)
    13301
    Nos siga no

    O Exército sírio e as unidades populares aliados restauraram a segurança em toda a estrada estratégica Khanasser-Aleppo-Ithriya na província síria de Aleppo, informou a agência noticiosa iraniana FARS.

    Além disso, na quinta-feira (10) as forças governamentais e tropas compostas por voluntários retomaram cinco vilarejos perto de cidade de Khanasser no norte da província deixando dezenas de militantes do Daesh feridos ou mortos e eliminando o seu equipamento militar.

    Em fevereiro, o Exército sírio e a milícia popular iniciaram uma operação para expulsar terroristas dos arredores da rota de abastecimento principal das forças governamentais entre Hama e Aleppo.

    Mais cedo, o Exército sírio restaurou a segurança em oito vilas no sul da província.

    Ao mesmo tempo, as forças pró-governamentais continuaram avançando para as regiões que ficam sob o controle dos terroristas. Soldados sírios se envolveram em uma série de confrontos com os restantes terroristas nas áreas recém-liberadas causando grandes perdas ao inimigo.

    Em 22 de fevereiro foi publicada uma declaração conjunta dos EUA e da Rússia sobre a Síria, referente o cessar-fogo entre as tropas do governo sírio e os grupos armados da oposição a partir de 27 de fevereiro, sem o mesmo, no entanto, ser aplicado ao Daesh, Frente al-Nusra e outras organizações que a ONU considera como terroristas.

    Pouco antes de o cessar-fogo ter entrado em vigor, o Conselho de Segurança da ONU adotou a resolução 2268 sobre este acordo russo-americano.

    Tema:
    Campanha militar antiterrorista na Síria (132)
    Tags:
    terroristas, exército sírio, confrontos, luta, Aleppo, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar