16:13 21 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Polícia do estado de Washington no local de um tiroteio em Belfair, EUA

    Vítimas de tiroteio em Washington foram adotadas do Cazaquistão

    © AP Photo / Ted S. Warren
    Mundo
    URL curta
    209

    Os adolescentes vítimas de um recente tiroteio no estado americano de Washington foram adotados do Cazaquistão, confirmou a família neste domingo.

    Na sexta-feira, David Wayne Campbell, 51, telefonou para a polícia e informou ter assassinado duas crianças, uma mulher e outra pessoa. O homem cometeu suicídio horas depois de a polícia chegar ao local.

    O médico legista do condado identificou três vítimas: Lana J. Carlson, 49, Quinn Carlson, 16, e Tory Carlson, 18. 

    No sábado, o vice-xerife do condado de Mason, Ryan Spurling, afirmou que as crianças talvez tivessem vindo do Cazaquistão, enquanto a legista, Jane Pentz, disse à Sputnik que, segundo a polícia, os adolescentes eram de origem russa.

    “O que posso dizer neste momento é que ambos foram adotados no Cazaquistão por nossa irmã Lana”, disse Jamie Nocula, irmã de Lana Carlson, à RIA Novosti.

    Mais:

    Polícia confirma uma morte após tiroteio em Denver, EUA
    Canadá: tiroteio em escola mata cinco pessoas e fere duas
    FBI: tiroteio na Califórnia é visto como potencial ato de terrorismo
    Pelo menos 14 pessoas morreram no tiroteio na Califórnia
    Tiroteio em universidade do Oregon deixa ao menos 10 mortos e 20 feridos
    Tiroteio em universidade dos EUA deixa ao menos um morto
    Tags:
    assassinato, Ria Novosti, Cazaquistão, EUA, Washington
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik